O cigarro

7 abr

Para cada aflição vivida
Alguns tragos mandados

Para alguns goles absorvidos
Monóxidos deliciados

Para cada tragada insistida
Meus alvéolos estraçalhados

07 de abril de 2011

2 Respostas to “O cigarro”

  1. Paulo César Machado 30/07/2014 às 16:05 #

    Oi, bonito texto, mas exatamente, qual cigarro voce se refere? ao fabricado no Brasil, ou o pirata do Paraguai, pois só o que vemos sendo consumido, é o pirata.

    • Cândida 30/07/2014 às 20:30 #

      Esse poema se refere ao cigarro. Exatamente? Hum…. Aos cigarros fumados, tragados, deliciados que estilhaçaram meus alvéolos. Várias marcas, sabores, vários prazeres enfumaçados pela névoa. Assim…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: