Platôs

30 mar

Pairo em platôs de sonhos

Sempre à procura de algum lugar longe de mim aqui e agora

Vivo dos respiros dos desejos

Tecendo histórias do impossível viver

Pairo em platôs de encantos

Ando num tempo que não é meu, nem seu, nem de lugar algum

Segredos de mim revelados

Nas costuras das minhas próprias veias

Suspiros platônicos de imaginação

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: