Titubeante

4 ago

Viu um abismo profundo

Um lugar no olho do mundo

Que a fez se perder

Foi coragem tamanha

Uma força e tanta

Até o olho arder

Viveu em cada segundo

Buscando refúgios

Pra conseguir amanhecer

Tentava suportar o seu corpo

Todo o desconforto

De quase enlouquecer

Tentou seguir pela vida

Senhora incontida

Em pouco anoitecer

 

10 de outubro de 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: