Versos Perdidos

2 jun

Perdi minha história
Meus versos santificados
Pelos ouvidos de quem nada sabia
Mas que “tanta beleza” encontrava

Perdi meus escritos
“eu no meu tempo”
“como se eu fosse Hilda Hilst”
Minha “evolução”

Quem sabe
Sem eu própria saber
Tiveram vida própria

Chegaram quando conforto
E se foram quando memória

20 de abril de 2004

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: